Consumidores longevos atentos à discriminação

O Procon-SP lançou na última quinta-feira (24/3), no Memorial da América Latina, o Procon Longevidade, com cartilha de orientações para o comercio e serviços referentes à proteção dos consumidores longevos do Estado de São Paulo. Representando os consumidores longevos de todo o país, o presidente da Longevidade Expo+Fórum, Walter Feldman, fez parte da mesa, que teve a presença do diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez; do deputado federal, Celso Russomano; do deputado estadual, Jorge Wilson; da secretária da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo, Célia Leão; do reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, José Vicente; do secretário executivo da Igualdade Racial, Ivan Lima; representando a Fecomércio, APAS – Associação Paulista de Supermercados e IDV – Instituto para Desenvolvimento do Varejo, Paulo Pompilio; e de Edgar Souza, representando o Procon Diversidade.

Com o slogan “O respeito não tem idade. A verdadeira cidadania está no respeito aos longevos”, o Procon Longevidade ficará atento à fiscalização do combate a situações como golpes relacionados a trocas de cartão do banco no caixa eletrônico; empréstimos consignados não solicitados; recadastramentos falsos em que se pede a senha da conta; ofertas de associações que alegam reajustar aposentadorias; venda de produtos milagrosos sem comprovação científica e/ou quaisquer outros problemas relacionados à utilização de métodos desleais e coercitivos que prejudiquem os consumidores idosos.

Fernando Capez (diretor executivo do Procon-SP) e Walter Feldman, presidente da Longevidade Expo+Fórum

Em sua participação, Feldman destacou:As empresas precisam se atentar aos longevos, porque todos nós seremos longevos um dia. Estou aqui representando os longevos de todo o país, que sofre por ser discriminado. Precisamos entender que somos muito importantes. Vejam: 42% do consumo no Brasil são de responsabilidade de indivíduos com mais de 50 anos. O Procon Longevidade é a primeira de uma série de iniciativas que devem fazer parte das políticas públicas. Não somos idosos, velhinhos, incapazes. Não é nada disso. A Organização Mundial da Saúde, já em 1.999, dizia o seguinte: “a longevidade é a maior conquista da humanidade”. Somos preconceituosos, infelizmente. Mas estamos atentos para aprender e melhorar. Este é um encontro de relevância histórica para a construção de uma realidade no Brasil. Viva a todos”.

Na mesma cerimônia, o Procon-SP lançou também o Procon Racial e o Procon Diversidade, dentro da política implantada pelo Diretor Executivo, Fernando Capez, que busca ampliar o leque de proteção que a instituição pode e deve dar aos mais variados setores da sociedade, especialmente aqueles que sofrem algum tipo de discriminação.

Acompanhem a íntegra da cerimônia, aqui: https://www.procon.sp.gov.br/procon-sp-lanca-cartilhas-e-servicos/

Leave a reply