Cuidar do próprio cabelo é um ato de autocuidado e carinho

Cuidar do próprio cabelo é um ato de autocuidado e carinho

11 de Outubro de 2019 às 06:00

Tratar de dar atenção ao próprio cabelo é um ato de autocuidado e carinho, que traz bem-estar e eleva a autoestima. E nos longevos os cuidados devem ser ainda maiores. “Não se trata de ter cabelo branco ou não. Trata-se de ter cabelos saudáveis”, resume a cosmetóloga Cris Dios. Ela apresentou o painel “Cabelos maduros: como ter cabelos saudáveis a vida toda!”, durante a Longevidade Expo + Fórum.

Criadora da primeira linha capilar com ingredientes orgânicos certificados do Brasil, Cris elencou os riscos que os cabelos correm com o passar do tempo. Ao longo dos anos, os fios passam por um processo de envelhecimento do folículo piloso e o embranquecimento. Com isso, ficam mais secos, acontece a mudança de cor, estrutura e morfologia, com o crescimento mais rápido.

Estes fenômenos são causados pelo estresse oxidativo, hereditariedade, radiação solar, tabagismo e excesso de uso de medicamentos. Tirando o fator hereditário, todos os demais aspectos podem ser combatidos.

Para mitigar os efeitos deste fenômeno, são indicados hábitos saudáveis, como boa alimentação, prática de atividades físicas e redução de processos químicos nos cabelos. Entre os hábitos capilares saudáveis, destacam-se o uso de toalhas sem friccionar, a redução do uso de secadores, chapinhas, babyliss e o uso de produtos naturais.

Na coloração, por exemplo, a parafenilenodiamina (PPD) é usada em profusão e é uma das causadoras da dermatite de contato, do eflúvio telógeno e até de queimaduras. Cris sugere a opção por produtos que tratam naturalmente os fios, como os óleos vegetais (abacate, karite e amêndoa).

Ela comanda o Laces and Hair, maior referência na área de tratamentos para cabelos, seguindo o conceito de ingredientes orgânicos e naturais que tratam com eficiência os fios, além de oferecer beleza gradual por intermédio de uma experiência única que envolve conexão corpo, mente e alma.