Livro mostra que economia da longevidade pode ser saída para o crescimento

Livro mostra que economia da longevidade pode ser saída para o crescimento

10 de Dezembro de 2019 às 06:00

“Economia da longevidade – o envelhecimento populacional muito além da previdência” é uma obra que amplia e aprofunda o debate sobre o tema que vem mobilizando o País. Seu autor, Jorge Felix, é jornalista e professor de empreendedorismo, economia e finanças para a gerontologia na USP. O livro foi baseado em sua tese de doutorado (que foi replicada por publicações de diversos organismos internacionais, como o Banco Mundial), mas pode ser lido sem dificuldade pelo público em geral.

O autor afirma que a discussão sobre a previdência vem sendo intencionalmente confinada à necessidade de solvência das contas do sistema previdenciário, para que não quebre: “criou-se uma percepção de que, depois da reforma, tudo estará resolvido e poderemos envelhecer tranquilamente”, afirma. Entretanto, o que se vê hoje é uma quebra do antigo pacto ou, como aponta o autor, a era do “capitalismo de desconstrução”.

Outro ponto enfatizado por Felix é que o mercado de poupança para a aposentadoria é extremamente atraente para players internacionais, mas lembra que 73% dos brasileiros não têm qualquer capacidade de poupar. Na sua opinião, vivemos hoje uma “corrida populacional”, na qual os países com maior habilidade para solucionar esse desafio estão aptos a manter ou alcançar um estágio satisfatório de desenvolvimento.

Para ele, a saída será apostar na economia da longevidade como um mercado transversal, e não de nicho, porque envolve uma ampla gama de indústrias e serviços. O papel do setor público nesse debate é crucial para estimular o engajamento das empresas. “É preciso entrar na lógica capitalista e garantir que a economia da longevidade seja impulsionada”, finaliza o autor.

 

Fonte: G1 – Coluna de Mariza Tavares.