Longevidade Expo+Fórum nos ensinou que existem caminhos e alternativas

Governador do Estado de São Paulo, João Doria

Frase é do Governador de São Paulo, João Doria, que anunciou a construção de 20 Centros de Longevidade Ativa (CLA), visando a inclusão produtiva, qualificação e recapacitação do público sênior durante a cerimônia de abertura da Maratona Digital da Longevidade Expo+Fórum 2021

 

Teve início no último dia 1º de outubro – data em que se comemora o Dia Internacional do Idoso -, a Maratona Digital da Longevidade Expo+Fórum 2021. A cerimônia de abertura do evento, que chega à 3º edição neste ano, aconteceu no Palácio dos Bandeirantes – sede do Governo do Estado de São Paulo – com a presença do governador do Estado de São Paulo, João Doria

Doria ressaltou as ações da administração à frente do Estado de São Paulo em prol do respeito pelo direito à vida e à longevidade das pessoas, e a contribuição do evento Longevidade Expo+Fórum para o exercício prático de atendimento e materialização de ações para o público sênior. “A primeira edição da Longevidade Expo+Fórum, realizada em 2019, foi uma inspiração que nos ajudou a direcionar melhor as políticas do governo em todas as áreas para a proteção, amparo e respeito aos longevos paulistas. Tenho que agradecer toda a equipe do evento que nos ensinou que existem caminhos e alternativas”, disse o governador de São Paulo. 

O Programa Vida Longa, que visa a construção de conjuntos habitacionais de moradia para idosos em situação de vulnerabilidade e risco social, é um exemplo de iniciativa que surgiu há dois anos na Longevidade Expo+Fórum. 

Também presente à cerimônia de abertura, o secretário de Habitação do estado de São Paulo, Flavio Amary, mostrou a primeira entrega do conjunto habitacional construído na cidade de São Roque em junho deste ano. Para incentivar a convivência e interação entre os moradores, há no residencial espaços de lazer, refeitório, jardim, churrasqueira, forno de pizza e horta, além de locais para assistir à TV e praticar atividades físicas. “Participam do programa cidades médias, que tenham um percentual de mais 15% de idosos na população”, disse Amary. 

Secretária de Desenvolvimento Social do estado de São Paulo, Célia Parnes

Ainda na cerimônia de abertura, o governador de São Paulo assinou uma autorização para a construção de 20 Centros de Longevidade Ativa (CLA) na capital do Estado. Sobre esse tema, a secretária de Desenvolvimento Social do estado de São Paulo, Célia Parnes, explicou que os CLA’s são uma inovação que visam a inclusão produtiva, qualificação e recapacitação de idosos com o objetivo de garantir uma rápida inserção no mercado de trabalho da população mais longeva. 

Célia destacou também a evolução do programa SP Amigo do Idoso, lançado em 2012, e a estratégia de longevidade paulista. “Já entregamos 59 Centros de Convivência do Idoso e 54 Centros Dia do Idoso”, ressaltou a secretária de Desenvolvimento Social do estado de São Paulo. Ela ainda revelou a ideia de adotar o conceito Blue Zone para cidades paulistas, que são regiões espalhadas pelo mundo com índices importantes de longevidade e melhor qualidade de vida. 

idealizador e presidente da Longevidade Expo+Fórum, Francisco Santos

O idealizador e presidente da Longevidade Expo+Fórum, Francisco Santos, afirmou que a data na qual se comemora o Dia Internacional do Idoso é perfeita para celebrar a revolução prateada e colocar no centro das atenções os maduros e idosos que estão ativos e dispostos a serem protagonistas. “Chegamos à 3º edição do evento em um momento desafiador da pandemia de Covid-19, que ainda atinge toda a população brasileira, em especial os longevos. Mas, acredito que sairemos desse período difícil com o público sênior mais valorizado e percebido, seja como personagem importante no núcleo familiar ou na atenção crescente que os governos e a sociedade a eles dedicam. O público longevo está vivendo mais e quer viver melhor”, afirmou Santos. 

 

Autoridades e lideranças paulistas também prestigiaram a abertura do evento  

Também estiveram presentes à cerimônia de abertura a presidente da Hospitalar – principal evento de conexão e desenvolvimento do setor da Saúde na América Latina – Dra. Waleska Santos, e o Dr. Helton Freitas, presidente da Unimed Seguros, que organiza o Congresso Unimed da Longevidade durante a Maratona Digital. “Estamos todos motivados pelo mesmo sentimento e entusiasmo para ressaltar e fazer ecoar a todas as latitudes a importância e o real poder que a geração prateada detém na sociedade civil de um país, no que tange à educação, economia e estabilidade social”, disse a dra. Waleska, que ainda acrescentou: “Nosso objetivo é fomentar ações e difundir ideias que garantam aos longevos mais saúde, qualidade de vida, atenção e oportunidade para continuar a desenvolver suas competências, habilidades, sonhos e desejos, integrados de fato nas comunidades”.

O presidente da Unimed avaliou que a longevidade foi a maior conquista do século XX e permitiu transformações profundas e definitivas na nossa sociedade, com impactos econômicos, sociais, culturais e também nos padrões de comportamento e consumo. Para ele, esse cenário abre uma imensa oportunidade para o mercado e, ao mesmo tempo, pauta a necessidade de um debate amplo sobre as consequências da chamada transição demográfica. “Essa edição da Maratona Digital da Longevidade Expo+Fórum proporcionará uma reflexão para alcançarmos um futuro mais leve, saudável e inclusivo para esse público sênior, que representa um quinto da população brasileira”, disse Freitas.

Já a cônsul geral em exercício do Japão, Chiho Komuro, abordou como o Japão está lidando com o envelhecimento populacional, que deve progredir rapidamente nos próximos 50 anos. “ A importância de pensar e agir sobre esse tema torna-se evidente quando visamos alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável estabelecidos no âmbito das Nações Unidas,  que incluem questões sobre saúde, bem-estar, trabalho decente e crescimento econômico com cidades e comunidades sustentáveis”.  

O presidente do Conselho Estadual do Idoso, Tomas Freund, também marcou presença na cerimônia de abertura e relembrou como o Estado de São Paulo foi pioneiro na iniciativa de criar conselhos com a participação civil já na década de 80. “Os conselhos como articulações que unem a sociedade civil e os governos são o melhor instrumento de democracia participativa para propor políticas públicas e fiscalizar a atuação governamental”, destacou Freund. 

Clique aqui e confira a íntegra da cerimônia de abertura da Maratona Digital da Longevidade Expo+Fórum 2021 no Youtube.