Recolocação profissional: o desafio do home office

Maturi propõe debate com especialista em comunicação de mercado sobre ferramentas úteis para enfrentar os novos desafios no mercado de trabalho


A Maratona Digital da Longevidade Expo+Fórum 2021 trouxe debates relacionados à tecnologia e ao empreendedorismo. No painel ‘Tecnologia e trabalho remoto – como nos adaptamos’, o CEO e fundador da Maturi, Mórris Litvak, conversou com a jornalista e professora de Comunicação em Mídias Digitais, Catarina Pierangeli, especialista em criação e gestão de marcas pessoal e corporativa.

A especialista trouxe a experiência para auxiliar os profissionais 50+ a se recolocarem no mercado de trabalho e a buscarem novos desafios profissionais. “Dou orientações profissionais às empresas para criarem suas marcas no ambiente digital, migrando o background que têm para o mundo virtual, com excelente retorno”.

Vencer a resistência

Embora seja um modelo em exercício, o trabalho remoto ainda é visto com certa desconfiança, especialmente pelos profissionais que construíram suas carreiras dentro de escritórios. “Comecei a trabalhar em casa há muito tempo. No início houve certa desconfiança, tanto da minha parte como de possíveis clientes, mas com o tempo entendi que quem me procurava contratava o meu trabalho e não o meu espaço”, expôs Catarina.

A jornalista deu algumas dicas para quem está trabalhando em home office e para aqueles que querem adotar essa modalidade. “Mesmo trabalhando em casa, tenho o hábito de me arrumar, porque me faz bem e me ajuda a sintonizar com a dinâmica do trabalho. Também organizo o meu ambiente de trabalho para chamar a atenção e trazer mais leveza para as reuniões, por exemplo”, sugeriu.

Outro ponto abordado por Catarina foi a interação com outros profissionais por meio das redes sociais que são direcionadas ao mercado de trabalho, detalhou a consultora.

Entre as ferramentas indicadas que podem facilitar o trabalho remoto, Cristina não duvida: “O Google Drive é vida, porque permite acessar arquivos de qualquer lugar, além de guardá-los com segurança. Existem várias outras ferramentas, como o Trello, Docusign, a própria agenda do Google, que permitem que você coordene suas tarefas da forma que quiser”.

Por fim, Pierangeli deixou uma mensagem de incentivo para os longevos que querem embarcar no home office: “não tenham medo: se joguem. Na internet existem tutoriais para tudo aquilo que se precisa. E, mais importante ainda: mude o seu mindset, a sua maneira de pensar. É quando o mundo se abre e você quebra as suas próprias fronteiras”.

Quer ver a íntegra do painel? É fácil! Clique aqui e acesse o canal da Longevidade Expo+Fórum no Youtube.