Segredos para uma vida longeva e feliz

Maratona Digital da Longevidade Expo+Fórum 2021 traz o debate sobre envelhecer bem no Brasil, a partir de pesquisas realizadas na chamada Terra da Longevidade: a cidade de Veranópolis, no Rio Grande do Sul

Abrindo a programação do segundo dia (2/10) de Maratona Digital do principal evento do Brasil dedicado à população sênior – a Longevidade Expo+Fórum 2021 – aconteceu o debate sobre os segredos para envelhecer bem no país, tomando como exemplo a cidade de Veranópolis, no Rio Grande do Sul, mais conhecida por Terra da Longevidade.

No painel foi mediado por Martin Henkel, fundador do SeniorLab, foram apresentados os resultados de 27 anos de pesquisas realizadas pelo Instituto Moriguchi na região e os diretores do instituto falaram sobre os principais fatores de um envelhecimento saudável e feliz. Para o médico geriatra Emílio Moriguchi, uma dica é estar rodeado de pessoas queridas. “Envelhecemos bem quando convivemos com amigos e familiares. Envelhecer sem isso causa solidão e a solidão pode até matar. Ter boas companhias é fundamental, afinal, ninguém é feliz sozinho”, disse.

A nutricionista Neide Maria Bruscato, por sua vez, aponta outro ponto considerado essencial para um envelhecimento saudável: boa alimentação. “Manter uma alimentação saudável e equilibrada, com todos os nutrientes, é crucial. Se possível, o ideal é optar, preferencialmente, por uma alimentação orgânica, com ingredientes e temperos naturais. Além da hidratação constante, obviamente”, acrescentou.

Já o médico geriatra João Senger ressaltou que não existe uma receita pronta para o envelhecimento ideal. “O mais importante é não parar, pois afastar-se das questões e relações sociais pode nos fazer muito mal, física e psicologicamente”.

A também médica geriatra Berenice Maria Werle concordou e alertou para os perigos do sedentarismo. “Não podemos, nunca, relacionar longevidade com sedentarismo. Essa combinação não existe em nenhum lugar do mundo. Manter uma vida ativa e funcional é uma das iniciativas mais importantes. Isso faz toda a diferença, com um impacto positivo gigantesco e precisa estar incorporada à rotina de cada um. Por fim, o otimismo, outro ingrediente de suma importância para o envelhecimento saudável”.

A apresentadora, jornalista, radialista e personagem de diversos programas da RBS TV (emissora local), Tânia Carvalho, que mediou o debate, concluiu trazendo sua própria experiência. “Trabalho até hoje e já estou para completar 80 anos, leio muito e estou sempre me atualizando com relação ao pessoal mais jovem. Também mantenho minha autonomia, faço minhas compras e minhas atividades físicas. Além disso, acredito que não podemos nos abalar por pequenas coisas, temos que ter um olhar mais generoso e bem-humorado com relação às pessoas, até porque acredito que cada dia é um novo começo”.

Veja a íntegra deste painel no nosso canal no Youtube. Clique aqui.